sexta-feira, 31 de julho de 2009

Gita - Raul Seixas

"Eu que já andei

Pelos quatro cantos do mundo
ProcurandoNem fico sorrindo ao teu lado...
Foi justamente num sonho
Que Ele me falou"

Às vezes você me pergunta
Por que é que eu sou tão calado
Não falo de amor quase nada

Você pensa em mim toda hora
Me come, me cospe, me deixa
Talvez você não entenda
Mas hoje eu vou lhe mostrar...

Eu sou a luz das estrelas
Eu sou a cor do luar
Eu sou as coisas da vida
Eu sou o mêdo de amar...

Eu sou o medo do fraco
A força da imaginação
O blefe do jogador
Eu sou, eu fui, eu vou..

Gita! Gita! Gita!
Gita! Gita!

Eu sou o seu sacrifício
A placa de contra-mão
O sangue no olhar do vampiro
E as juras de maldição...

Eu sou a vela que acende
Eu sou a luz que se apaga
Eu sou a beira do abismo
Eu sou o tudo e o nada...

Por que você me pergunta?
Perguntas não vão lhe mostrar
Que eu sou feito da terra
Do fogo, da água e do ar...

Você me tem todo dia
Mas não sabe se é bom ou ruim
Mas saiba que eu estou em você
Mas você não está em mim...

Das telhas eu sou o telhado
A pesca do pescador
A letra "A" tem meu nome
Dos sonhos eu sou o amor...

Eu sou a dona de casa
Nos pegue pagues do mundo
Eu sou a mão do carrasco
Sou raso, largo, profundo...

Gita! Gita! Gita!
Gita! Gita!

Eu sou a mosca da sopa
E o dente do tubarão
Eu sou os olhos do cego
E a cegueira da visão...

Euuuuuu!
Mas eu sou o amargo da língua
A mãe, o pai e o avô
O filho que ainda não veio
O início, o fim e o meio
O início, o fim e o meio
Euuuuu sou o início
O fim e o meio
Euuuuu sou o início
O fim e o meio...


segunda-feira, 27 de julho de 2009

Um certo alguém e uma jovem tola

Alguém um dia me dissera para eu ver a vida como ele a viu um dia.
Buscar inspiração em seus pensamentos, não a todo momento. Fazer o que tenho vontade. Não dar ouvidos a razão;pensar pela emoção; não a todo momento.
Ultimamente estamos conversando mais. Quase todos os dias.
Nunca pensei que tivesse esse lado;mas sabia que alguém não poderia agir assim sempre.
Sabia que ele era pensador, de uma grande e surpreendente inteligência, era também escritor.
Ensinara-me um pouco do que sabia, suas teorias. Sabia que era capaz.
Eu sentia isso dentro de mim. E Logo menos veio a confirmação.
Eu estava certa. Porém nunca quizera mostrar-me um somente, por mais que eu insistisse. Ainda o farei mostrar. Ou não.
É, você conseguiu querido. Conseguiu me erguer novamente.Inesperadamente.
Me divirto as vezes que falo com você.
Vezes das quais jogamos conversa fora ou brincamos um pouco com a filosofia. Natural.
Personalidades distintas. Embora sejam diferentes, temos em partes, pensamentos parecidos.
Pensamentos e idéias viajantes.
Momentos assim, pra mim, que valem até o fim !

domingo, 26 de julho de 2009

Little time

Tantas pessoas querendo mudar o mundo. Fazer o bem e ajudar o próximo.
Um mundo totalmente desigual. Muitos com pouco e poucos com muito.
Não adianta. Não vai mudar tão cedo;
Pessoas gananciosas, querem sempre mais e mais.
Pessoas que querem mudar o que já está marcado.
Querem fazer o que muitas vezes, muitas pessoas são incapazes de sequer pensar.
Tornar o impossível, possível.
Ter fé.
Acreditar que se fizer a sua parte, um dia, conseguirá o que tanto desejou.
Aquecimento global. Está aí uma boa questão. Campanhas e mais campanhas para combatê-lo, vídeos e mais vídeos como o documentário :" Uma verdade inconveniente".
Poucos se tocam.
Muitos ignoram.
O futuro é o presente.
Mas o que não sabem é que temos pouco tempo.

Anjo rebelde

Não costumo fazer isso.
Mas dentro de tantos dias, finalmente me veio a inspiração.
Inspiração de uma conversa, de um texto; por sinal muito bom.
Não o conheço a muito tempo, mas posso sentir em seus textos a pureza de seus sentimentos.
Muitas vezes revoltados, agoniantes, torturante;tristonho.
Algo que acontecera a algum tempo, e por mais que o tempo passe ainda há uma frustraçã0.
É como uma história instigante e intrigante, como uma pessoa pode gostar e não gostar de uma pessoa simultaneamente.
intrigante como depois de tanto tempo, esse sentimento ainda permanecer em seu coração.
Me lembra aquela trilha sonora.
" Aquele sol, que derreteu o nosso sonho de congelar o tempo, escorregar na vida juntos..."
Sentimento inexplicável. Agonia, nostalgia.
Pensamentos imperfeitos fazem parte de seu cotidiano.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Souvenirs


Você canta
Você ri
Você chora
Você cai
Você sente
Você levanta
Você pula
Você brinca
Você grita
Você viaja
Você vai
Você volta
Você olha
Você ignora
Você finge
Você adora
Você fotografa
Você sente saudades
Infância.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Nerudada

As vezes fico a pensar em coisas que em sã consciência não pensaria.
Coisas impossíveis. Ou não.


~

O Poço

Cais, às vezes, afundas
em teu fosso de silêncio,
em teu abismo de orgulhosa cólera,
e mal consegues
voltar, trazendo restos
do que achaste
pelas profunduras da tua existência.

Meu amor, o que encontras
em teu poço fechado?
Algas, pântanos, rochas?
O que vês, de olhos cegos,
rancorosa e ferida?

Não acharás, amor,
no poço em que cais
o que na altura guardo para ti:
um ramo de jasmins todo orvalhado,
um beijo mais profundo que esse abismo.

Não me temas, não caias
de novo em teu rancor.
Sacode a minha palavra que te veio ferir
e deixa que ela voe pela janela aberta.
Ela voltará a ferir-me
sem que tu a dirijas,
porque foi carregada com um instante duro
e esse instante será desarmado em meu peito.

Radiosa me sorri
se minha boca fere.
Não sou um pastor doce
como em contos de fadas,
mas um lenhador que comparte contigo
terras, vento e espinhos das montanhas.

Dá-me amor, me sorri
e me ajuda a ser bom.
Não te firas em mim, seria inútil,
não me firas a mim porque te feres.

terça-feira, 21 de julho de 2009

Sutilmente

Acordei com uma música que nemouvi direito.
Ouvi, mas sem prestar atenção.
Coloquei de novo. Tinha algo em comum; não era novidade.

~

Sutilmente- Skank

E quando eu estiver triste

Simplesmente me abrace
Quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
Quando eu estiver fogo
Suavemente se encaixe

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
E quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
E quando eu estiver bobo
Sutilmente disfarce

Mas quando eu estiver morto
Suplico que não me mate, não
Dentro de ti, dentro de ti

Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti
E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
E quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
E quando eu estiver bobo
Sutilmente disfarce

Mas quando eu estiver morto
Suplico que não me mate, não
Dentro de ti, dentro de ti

Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti

domingo, 19 de julho de 2009

Águas do céu

Chove chuva
Forte chuva
Cai na terra,
Molha as plantas,
Águas brandas

Pés descalços;
Banho de chuva;
Cheiro de chuva;

Chove chuva,chove!

Água caindo na cara,
Com a língua pra fora,
Caindo na boca;
Molhando o cabelo;
Encharcando a roupa;
Rodopiando.
Fissura, loucura;
Não pára.
Chove chuva, chove!

sábado, 18 de julho de 2009

Névoa


Tudo estava perfeito.
Ao acordar, sentiu que havia algo de diferente em seus olhos.Ao abrir os olhos, percebeu que estava enxergando diferente.
Sua vista estava embaçada.Sem nenhuma razão. Apenas estava embaçada. Como uma névoa atrapalhando sua visão.
A princípio achou que seria passageiro.Mas até então não era.Era como quando tiram fotos com flash's, e para cada canto que se olhe, estão lá eles acompanhando.Uma sensação de incômodo, de agonia, de inquietude toma o seu corpo.
Era estranho.
Somente isso conseguira pensar. Como poderia ter acontecido, se na noite anterior estava tudo em perfeito estado?Mistérios do corpo humano. Ou não.
Células oculares?
Era diferente.Uma névoa.Já acontecera isto outras vezes; porém vezes passageiras.Já se perguntara como ocorrera este estranho acontecimento.E por fim, nenhuma resposta.
Questiona-se outra vez, e por fim, nenhuma resposta.

Sem mais nem menos

Não quero fazer poemas prontos
Dizer o que todos dizem
Escrever o que todos escrevem,
Não, não quero

Te connheço a muito tempo
Sei o quão sua amizade é importante para mim
Não importa o que digam
Não me importo com os outros
O que me importa é a sua amizade.
Dos momentos que passamos juntas
Das coisas babacas que dissemos uma a outra
simples assim, pra mim.
ter a sua amizade assim!

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Watashi wa tanabi

J - My japanese name is..
L- Jack Chan!
J- No.. is Bruce Lee!

wakata?

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Um feitiço foi lançado

Um dia cheio, de muitas emoções, inquietude,complicaçã,desordenação.
É inexplicável como tudo pode acontecer assim. Tão de repente. Achar totalmente impossível, incompreensível, imaturo, errado, loucura. Pensar negativamente em obstáculos que podem surgir. Mas quase ao fim, em partes darem certo. É tão emocioante, tão inacreditável. Ouvir histórias quem logo mais poderiam dar um livro!
Dias e dias com sensações de insegurança, medo. Mas de uma coisa estava certa. Seu sentimento não ia mudar tão cedo. Um feitiço fora lançado. E tão cedo não será desmanchado!
Sofria antecipadamente com pensamentos imperfeitos de possíveis respostas, interpretações de outra maneira. De mensagens não resspondidas. Escrevia, mas não mandava.Havía vezes em que mesmo assim mandava.
Achar uma coisa e acabar sendo outra.

Uma sensação pura, de alívio, surge em sua alma de linda feiticeira.

Acho que ela sabe.
Acho que ele sabe.
Foi engraçado o modo como pronunciou as palavras e se atrapalhou, corrigindo-se rapidamente, com a mesma calmaria de sempre. Seu tom era de uma felicidade quase que, por um instante incontrolável.
Acho que achou que não percebi;mas percebi.
Segurei o riso.

Tudo muito cedo.
Tudo muito rápido.
Tudo muito certo.
Tudo e nada errado.
Tudo combinado.
Tudo espalhado.
Tudo bagunçado.
Tudo organizado

Olhares, muitos olhares.
Sentimentos incontroláveis.
Corações acelerados, de ambas as partes.
Emoções a flor da pele.
Tenho quase certeza disso!

domingo, 12 de julho de 2009

Faces de um anjo

Sentimento involuntário, pulsam em meu coração.
Ao tentar deletar, tudo começa outra vez, como um flash back, de minha última lembrança.
Sentimentos simultâneos.
Brincadeiras, alegrias. Fantasias.
Loucura.Ou não.
O que é sanidade?

Seu rosto fora projetado com medidas exatas. Centímetro a centímetro.
Seus cabelos, lindos, negros e desgrenhados.
Tudo estava caminhando.
Tinha consciência de que talvez não fosse certo.
Mas afinal, O que é certo?
Certo não existe.
O que existe são conceitos moldados pela sociedade.
Não percebem isso. Apenas impõem suas regras.

Regras?
Ética?

"Basic instincts, social life
Paradoxes side by side
Don't submit to stupid rules
Be yourself and not a fool
Don't accept average habits
Open your heart and push the limits "

Añoranza

Siempre escuchava Beli, caminando por la calle.
Casi todos los días, escuchaba mi canción favorita.

" Te digo
Somos los dos
Como el aire que está
Flotando libre en la inmensidad.
Oigo tu vo, sueño contigo
Y eres mi angél de paz déjame volar
A tu lado yo por siempre quiero estar
Tus alas me llenan el alma."

Es cómo una cosa inexplicable.
Querer olvidar y no pode.
Porque siempre está en mis pensamientos.

Olvidaré! Algun día tal vez.



sexta-feira, 10 de julho de 2009

Soupirs

Estou aqui, olhando tudo, ouvindo música, conversando.
Horas tento postar algo que me agrade, que eu ache que de uma, ou de outra forma traga-me a inspiração.
Da onde vem a inspiração?
Minha inspiração vem da falta de inspiração.
A sua não?

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Rubem fonseca - Vastas emoções e pensamentos imperfeitos

" Tudo era fantasia, em um mundo de vastas emoções e pensamentos imperfeitos."

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Diz

Diz pra mim
Diz que deixa
Diz que vem
Diz que vai
Diz que gosta
Diz que adora
Diz que ama
Diz que é simples
Diz assim...

terça-feira, 7 de julho de 2009

Incertezas

Assim;
Sem mais nem menos.
Pensamentos pequenos
pairando no ar.

Alegria.Nostalgia.

Razão ou emoção?

segunda-feira, 6 de julho de 2009

" N inspirações"

Uma música;
Um amor;
Uma lua;
Uma lembrança;
Um perfume;
Uma imagem;
Uma frase;
Um livro;
Um suspiro;
Um olhar
Um filme;
Um alguém;
Um ninguém;
Um anjo;

Algo que me faz morrer de rir;
Algo que me deixa triste.
Algo que eu queira;
Algo que me faça esperar;
Algo que não valha a pena esperar;
Algo que eu suporte;
Algo insuportável;
Algo que eu goste;
Algo que eu não goste;
Algo assim, pra mim.

Escrevi, apaguei.
Escrevi, apaguei.
Escrevi. Postei.

Simultaneus


Já vem de antes, dos tempos de menina.
Brincadeiras, alegrias.
Fantasias.
Acreditar em papai Noel, em coelho da páscoa.
Ter medo de bruxas, na loira do banheiro, no bicho papão, em fantasmas. Ter medo do Chuck, o boneco assassino. Medo do barulho, medo do escutro, de trovões.
Quem nunca teve medo disso?
Infância.
Momentos únicos, de nenhuma responsabilidade.
Brincar de boneca,cantar cantigas de rodas, correr, brincar de pega pega, pique - esconde, alerta.
Cantar na frente do espelho, no ventilador, daçar, gritar, pular, Soprar bola de sabão.
Um mundo onde tudo era novidade.

Hoje,a diversão é outra.
Bonecas foram substituídas por maquiagens.
As brncadeiras de roda, por baladas.
Modismo.

Vazio sem nome

Uma pétala até agora, lírio carmim.
Fuga em lágrimas, sem fim.

silêncio,dor, Solidão,
ecoa em teu coração?

seja forte, ou então
peça à Morte que venha.

Adentro

Olhar por olhar,
Olhar por querer,
Olhar sem querer

Olhar e não enxergar
Apenas sorrir.
Misturas,
Doces loucuras,posturas.

Ainda é cedo para pensar,
O que posso ou não dizer,
Tentar entender?

A saudade é a vontade de te ter
Sem precisar entender
Apenas viver.

sábado, 4 de julho de 2009

O enigma de um anjo






Tudo estava claro.
Tão claro como o sol em um dia de verão.
Porém,ela não se dera conta disso.Preferia lembrar de como as coisas eram.

Aquele olhar!Ah! aquele olhar! tão perfeito, que fascina e alucina.
Apenas trocas de olhares com uma distância curta, muito curta entre ambos os lábios.Por querer, ou sem querer?
Seu coração saíra pela boca, naquele momento.

Si vous pouviez, tout dire sans crainte, mais la vie ne nous aiment et prennent plaisir

Não conseguira pensar em mais nada, a não ser no enigma de seu anjo.
Anjo? Que bela ironia! Todo dia.
Agonia.
Sempre falando de esperança e de alegria.


Ainda não conseguira descobrir o enigma.E nem descobrirá!
simples assim,
pra mim,
como um lírio e um benjamim!

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Nada melhor...

Momentos

Nada melhor do que numa tarde de sexta-feira,comer panquecas, dar umas boas gargalhadas, vendo fotos e tecendo comentários.
Receber a ligação de um amigo,conversar muito, e rir mais. Muito mais.

Rir por qualquer coisa que seja. Apenas rir.
Rir de uma piada sem graça.
Rir da risada estranha e não mais saber do que está rindo;
Rrir até doer a barriga;
Rir até perder o fôlego;
Rir até dizer chega;
Rir, rir e rir!

Boas gargalhadas, palhaçadas, babaquices.
Definitivamente, nada para fazer.

quinta-feira, 2 de julho de 2009

É inevitável

Todos os dias, antes de dormir ela pensava na vida.
Pensava nas coisas que fizera, e nas que não fizera.
Alguns arrependimentos.Passageiros,mas que não deixavam de fazer parte de seus pensamentos.

Pensava de tudo, tudo mesmo.
Seus sentimentos era apenas Saudades.
Saudades de um tempo que passou.
Dos olhares;dos amores; dos não amores.De tudo.

Corinthians, paixão sem limites.


Salve o Corinthians,
O campeão dos campeões,
Eternamente dentro dos nossos corações
Salve o Corinthians de tradições e glórias mil
Tu és orgulho
Dos esportistas do Brasil

Teu passado é uma bandeira,
Teu presente, uma lição
Figuras entre os primeiros
Do nosso esporte bretão

Corinthians grande,
Sempre Altaneiro,
És do Brasil
O clube mais brasileiro!

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Perfeccionismo

Ela vivia em um mundo onde cada passo, cada instante, cada minuto ,cada segundo de sua vida era programado.
Até sua gestação fora programada.
Ela fora programada para ser programada.

Não tinha muitas opções a escolher.
Tudo estava programado.

Sua fortuna fora programada.
Seu amor fora programado.
Sua felicidade fora programada.

Programaram-na para que jamais houvessem possíveis erros.
Esqueceram apenas de que ela era humana.