sexta-feira, 30 de abril de 2010

Traz saudade

Vous pour moi




Zumbi

Golpe de Estado

Composição: Golpe De Estado
Ela dorme com os anjos e eu aqui zumbi
Desafia o diabo na terra do sol e sorri
Ela sonha comigo
E eu contido sofrido Morfeu
Fazendo amor com a dama da noite
Perfume que é seu
Dou tiro no escuro
Desconfio que morri
Ouço gritos e sussurros
Já não estou mais aqui
Sono alpha, gama, beta
E nessa te perdi
Viagem astral perco o contato
Que eu lembre dormi
Faço paris-dakar em segundos
Deu a louca no mundo
Juro por Deus que eu sou ateu, amém
Luto como ninguém
Ela reza ave maria
Lembranças do dia

Presente em meu repertório



Outra que infelizmente não há..
http://letras.terra.com.br/golpe-de-estado/73735/

Plenitude

Dia de muitas surpresas.
Contradições.
Inquietude.
Emoções.
A cada dia , aprendendo a controlá-las.
Sorrir quando há de sorrir.
A cada dia prefiro que eu não fosse assim.
Aconteceu novamente, porém de outra forma.
Não pude expressar de uma outra maneira além de lágrimas.
Sua mão estava quente e a minha gelada. Não havia como passar para o papel o que eu havia sentido naquele momento.
Aí é que está a questão. O sentir.
Estava sentindo meus nervos repuxando por dentro. Uma sensação de desespero, horrível, de ambas as partes.
Olhe só..eu lhe ensinei um dia, que o orgulho não deve dominá-lo... foi um pouco difícil  tentar mostrar pra você.E você me ensinou que o que  devo retirar da vida são os aprendizados que ela nos passa.
Agora, considero isso como um aprendizado.
Por um lado,não posso. Não devo. Não é certo. Seria contra meus conceitos.
Por outro, eu quero, eu quero, eu quero. É horrível não poder decifrar o que sonho.
Seria melhor que tudo isso acabasse de uma vez, e eu não pudesse sentir mais nada.
Uns dizem ser dom.
Discordo. Somente o sentido mais desenvolvido.
Somente...

Futilidades que se encaixam

Coincidências...


LOUP
"Mês de abril, dando destaque à necessidade de mergulhar dentro de si mesmo e buscar uma transformação mais profunda que leve à superação de crises ou desconfortos. Talvez seja necessário abrir mão de alguma coisa."


LIS
"O mês de abril trará maior sensação de liberdade e desejo de viajar. Ao se mostrar mais aberto para novas experiências, você expande os seus conhecimentos e alarga os seus horizontes."

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Café em quebra- cabeça

Minhas mãos estão gélidas, frias e mortas.
Está indo pelo caminho mais duro.
Parar de escrever está sendo uma tarefa difícil de executar.
Não é simplesmente uma ordem.
Escrever é uma paixão.
Escrever do coração, com emoção.
Talvez não seja tão natural o quanto aparente ser.
O querer está subordinado ao poder.
Tento não mais escrever sobre.
Mas a cada dia que observo coisas novas vindo à tona, é impossível deixar de expressar.
Está fazendo isso de uma maneira enganosa, mas ainda não percebeu. Talvez não perceba.O orgulho deixa que as pessoas não enxerguem o que simplesmente está alí.
Talvez ache que esta é a melhor maneira, de pensar que sempre o fim é só você contra você mesmo. Mas não é. " Tudo se torna perfeito aos olhos de quem quer ver uma beleza que não existe". Essa 'beleza' não existe.
O medo  domina quando você deixa que ele te domine.
Sonhos.
Sonha o que sonho?
Sente o que sinto?
Pensa o que penso?
Não.
Sonhos que são acompanhados musicalmente. Mais precisamente de um tipo instrumental que lembra " o seu casamento"...
Sonhos devem  terem o seu próprio significado.
Não consigo associá-los.  São rápidos e intensos. Fortes.
Muito fortes. Acordo com meu coração batendo aceleradamente.
São como flah's..do antes..do agora..e do depois..
São como quebra cabeças de um mesmo fato.
Sem peças repetidas
A cada dia em que abro aquela caixa,  encontro uma peça diferente que se encaixa em outra. Ainda não consigo completá-lo.Não sei qual será a última imagem. Talvez as últimas peças ainda estejam por vir.


Impossível não ouvir

Do antes ao depois

Sinto o beijo das flores,
O carinho do vento,
A esperança da lua

A lua não brilha mais como antes

Tenho uma trilha
Mas quero permanecer onde estou...
E só ouvir..


quarta-feira, 28 de abril de 2010

Lummus

Vê o que vejo?
Sente o que sinto?
Toca o que toco?
Não.

Do labirinto posso ver que está perdido.
A saída está perto.
Siga seus instintos.
Sua intuição.
Deixe que o 'thaumatzen' domine você.
Olhe a vida com olhos de brinquedo.

O Pastor Amoroso

VI

Passei toda a noite, sem saber dormir, vendo sem espaço a figura dela E vendo-a sempre de maneiras diferentes do que a encontro a ela. Faço pensamentos com a recordação do que ela é quando me fala, E em cada pensamento ela varia de acordo com a sua semelhança. Amar é pensar. E eu quase que me esqueço de sentir só de pensar nela. Não sei bem o que quero, mesmo dela, e eu não penso senão nela. Tenho uma grande distracção animada. Quando desejo encontrá-la, Quase que prefiro não a encontrar, Para não ter que a deixar depois. E prefiro pensar dela, porque dela como é tenho qualquer medo. Não sei bem o que quero, nem quero saber o que quero. Quero só pensar ela. Não peço nada a ninguém, nem a ela, senão pensar. 

terça-feira, 27 de abril de 2010

Preferências e mesclagens

Quando durmo...

Analogia


Fico feliz em ajudar.
Sem mais.

Sob o olhar de um lírio

Pare, pare, pare.
Olhe.
Olhe em volta.
Veja.
Veja o que te atrai,
O que contrai
O que distrai.

O que olhou?
O que gostou?
Suspirou?

Pare, pare, pare;
Olhe.
A esperança,
A confiança,
A tolerância,
A exuberância

Pare, pare, pare.
Olhe.
A alegria,
A sintonia,
A energia,
A melodia...

Pare, pare, pare...

domingo, 25 de abril de 2010

Até

O sol já não nasce.
O céu caiu.
A lua se foi
E não há transformações em noite de lua cheia,
Não se ouvem mais uivos,
Nem nada do tipo.
O frio aumenta.
Tudo está cinza.
Perde-se na imensidão.
Escuridão.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

terça-feira, 20 de abril de 2010

Jardim

Correndo pelo campo
Lá estava ela.
Menina dos olhos encantadores
Do sorriso doce
Do olhar  encantador

Menina das bochechas coradas
Do vestido comprido
Do sapato de cristal
Da corrente prateada
Dos lábios rosados
Correndo, correndo, correndo.

Vagarosamente,
Apreciando cada detalhe que estava a sua frente.
Com uma câmera fotográfica em mãos
Fotografou pequenas coisas
Coisas das quais julgava serem importantes naquele momento.

O sol  aos poucos estava se pondo.
A menina estava cansada.
Deitou-se então perto de um jardim.
Haviam muitas flores, porém dentre elas
.............................................................
Lírios brancos!

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Contínuo

Ando escrevendo muito.
Não sei se isso é bom ou ruim .Ainda me faz sentir o que não quero sentir no momento.
Está acontecendo rápido. Não esperava.
Não tenho e nem nunca tive expectativas em relação as coisas.
Sei que o que pensava era aquilo de fato, naquele momento. Porém dizia ser brincadeira.
Je ne sais pas pourquoi.
É tudo tão vago.
Ainda posso sentir seu abraço, seu cheiro. seu olhar.
" Mas tudo não passava de fantasias e um mundo de vastas emoções e pensamentos imperfeitos"
Talvez a "perfeição" não seja o bastante.Tentei. Juro que tentei.
Mas não foi o suficiente.
I'm Sorry.
(...)

Por um minuto

Tudo está voltando.
É triste.
É triste ver o modo como as coisas estão caminhando.
Não vou conseguir sozinha.
Sinto isso.
Te vejo em cada passo que dou.
Preciso de força, mas está difícil.
Difícil é não ter de lembrar.
Difícil é ver-te metamorfoseando  aos poucos e não poder interferir, por mais que eu queira.
Sinto que sua essência não é mais como antes.
Seu perfume está se perdendo com o vento na imensidão.
 Está virando um ciclone sobre o que é o novo.
Não percebeu ainda isso.
Meus olhos estão fechados para não mais ver a veemência do vermelho que ainda permanece quando abro os olhos e enxergo deste modo.
Todos temos uma escolha, que nem sempre depende somente de nós.
Você novamente. Moral... moral... moral.

Je ne sais pas pourquoi


O que se passa com você?
Sinto que está aflito com sigo mesmo.
Talvez esteja em questionamento com o seu 'eu' interior.
É o que acho no momento.
Não pensei que fosse visitar-me aqui.
Mas U.P tem razão.
Por mais que não seja fã de ler coisas como tal, a curiosidade falara mais alto.
Isso  me surpreende.
Tudo está caminhando agora.
O seu 'tempo' é o aqui e agora.
Devo não mais estar escrevendo, porém como diria minha querida e linda Clarice Lispector: " Enquanto eu tiver perguntas e não houver respostas...continuarei a escrever"
Não posso abandonar a escrita. Por mais que minhas pétalas agora estejam manchadas de sangue.

domingo, 18 de abril de 2010

Desenho sobre a pele


Paixão da minha vida. Ontem, hoje e amanhã.
OBS: Ainda espero ter uma dessa..

Aqui

Momentos.
Momentos que não passam de momentos.
Sintonia desfeita.
É Carmim, parece que a vida é assim.
Sou minha própria espectadora.

Sonho

Era noite. O telefone tocava, mas eu não queria atender.
Novamente tocou. Atendi, mas era engano.
Decido então ligar. Ligo. Uma voz grave e delicada atende. Hesitei. Desliguei o telefone.
Aquilo não era certo.
Foi como voltar ao tempo e abrir um baú que estava lacrado por muito tempo.
Mas tudo não passava de um sonho. Acordei com lágrimas escorrendo do meu rosto.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Aos poucos

Nunca pensei que isto fizesse com que eu sangrasse por dentro.É como se eu tivesse hemofilia. Uma ferida incurável.
Não sei o que pensa agora de mim.E nem o que pensa sobre si mesmo.
Acho que ainda não sabe quem realmente é.
Não precisa de muito, somente se olhe no espelho e faça uma reflexão de sua imagem refletida nele.Pense sobre isso.
Talvez não leia o que escrevo.
 Mas não importa, continuarei a escrever..

Neblina

A cada dia tudo se complica mais.
As pessoas fazem com que a vida seja mais complicada.
Para mim é tudo tão simples.
Não preciso de muita coisa para ser feliz.
É estranho. Algo me chamara a atenção novamente.
O anjo voltou, mas não vejo suas asas como eu via antes.
Como se tal ser perdesse parte de seu encanto.

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Sem mais

De um lado eu vejo a luz.
Do outro a escuridão.
Lamento, mas é só o que eu vejo.
Tão perto e tão longe.
Longe.
Concedimento, moral.
Sem mais

terça-feira, 13 de abril de 2010

Surpresas

Eu vi!
Eu vi que era um lírio ali!
Mas por que?
Por que aquele olhar?

Impossível não ouvir


O teatro mágico- Cuida de mim
Pra falar verdade, às vezes minto
Tentando ser metade do inteiro que eu sinto
Pra dizer as vezes que às vezes não digo
Sou capaz de fazer da minha briga meu abrigo
Tanto faz não satisfaz o que preciso
Além do mais, quem busca nunca é indeciso
Eu busquei quem sou;
Você, pra mim, mostrou
Que eu não sou sozinho nesse mundo.
Cuida de mim enquanto não esqueço de você
Cuida de mim enquanto finjo que sou quem eu queria ser.
Cuida de mim enquanto não me esqueço de você
Cuida de mim enquanto finjo, enquanto finjo, enquanto fujo.
Basta as penas que eu mesmo sinto de mim
Junto todas, crio asas, viro querubim
Sou da cor, do tom, sabor e som que quiser ouvir
Sou calor, clarão e escuridão que te faz dormir
Quero mais, quero a paz que me prometeu
Volto atrás, se voltar atrás assim como eu.
Busquei quem sou
Você, pra mim, mostrou
Que eu não sou sozinho nesse mundo.
Cuida de mim enquanto não me esqueço de você
Cuida de mim enquanto finjo que sou quem eu queria ser.
Cuida de mim enquanto não me esqueço de você
Cuida de mim enquanto finjo, enquanto fujo, enquanto finjo.

domingo, 11 de abril de 2010

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Tempo ao tempo

Por mais quanto tempo isso vai ficar dentro de mim?
Sei que preciso de força, mas não é tão simples assim.
Tanto tempo conhecendo, tanto tempo gostando, mesmo sabendo que ainda não estávamos em sintonia. Mas mesmo assim gostando.
Tantos momentos, sensações, risadas, gargalhadas, beijos, abraços, carinhos..
Egocentrismo passa longe de mim e mesmo ainda sentindo tua essência, o que mais me faz falta é tua presença.
Não sabe o quão difícil é sentir o que sinto por hora..

" Quero que a estrada venha sempre até você
   E que o vento esteja sempre a seu favor
   Quero que haja sempre uma cerveja em sua mão
   E que esteja a seu lado seu grande amor." (8)

Baú

Não é nosso dia. Definitivamente, não.
Pensamentos e mais pensamentos. Sensações. Emoções.
Em uma folha de papel em branco, começo a escrever frases com uma caneta sem tampa. Frases das quais não esqueço. Frases de grandes pensadores, filósofos, escritores.
E lá está você, olhando o que faço.
Um abraço. Conforto e calmaria temporária.
Começamos então a escrevermos trechos de músicas das quais mais gostamos. Passamos boa parte do tempo fazendo isso.
Escrevendo poemas que são nossos preferidos e dos quais  decoramos, de tão lindos, perfeitos  e profundos que são.
O tempo acabou.
FUERZA!
Obrigada U.P.

terça-feira, 6 de abril de 2010

Ce qui s'est passé.

Un lis d'un loup

Um dia frio

Um dia frio. Está chovendo.
O que mais quero é deitar debaixo das cobertas e ouvir música ou escrever.
É inevitável não pensar em tudo o que ocorrera. Em todas as formas de pensamentos. Em amores que vem e vão, pensar na solidão. Não posso negar, estaria mentindo para mim mesma se dissesse o contrário. Não consigo ser forte como você e nem suportar tudo tão aparentemente tranquilo. Você não é mais aquele lobo por quem me apaixonei. Ideologias falsárias te mudaram. Você se fechou para o mundo.
Escudos, muros, nada mais são do que uma fuga da realidade, uma defesa incessante, medo. Medo de perder, de tentar, de amar, de lutar e perder a batalha, medo do novo, do estranho,do sofrimento,da dor incessante, da opinião dos outros, de ser incapaz, medo do do inesperado, de ações e reações. Medo do medo.
Julgar as pessoas,querer a perfeição a todo o tempo,cobranças pessoais, razão, raciocínio, o que é certo, talvez possa ser a forma com que pense que é nesse caminho que encontrará a felicidade.
A felicidade é feita que pequenos momentos. Nunca ninguém está cem por cento feliz, pois há sempre algo que o faça pensar que está se sentindo vazio, incompleto.
Prepotência, arrogância,orgulho, frieza, dinheiro em demasia . Pode até ter tudo isso e muito mais, mas amor o dinheiro não compra. Você só vai amar alguém de verdade quando se der conta de que na verdade isso não é tudo. Você pode ter tudo o que quiser, mas se não tiver o amor, a vida não fará sentido.
Alguns julgam-se fortes o bastante para não sentirem dor, mas você só sente a dor do outro quando você passa por uma igual.
O dia acaba mas o pensamento é incessante.