quinta-feira, 5 de junho de 2014

Sensibilidade à capela

A graça na praça disfarça o chororô
Proximidade de despedida
Um nunca mais ao pé do ouvido
Triste jovem que passa longe
Sucumbe em alegria saturada

Tentativa que não se ouve
Que não se justifica
Que magoa e difunde
Somos o que ainda não nasceu

Ápice ilusório de quartas a tarde
Transmutam-se em vibrações de um campo de futebol
Um dia
Apenas um dia e as árvores todas estarão dando frutos

Amores brutos enlouquecidos
Desviados de suas preferências
Um fruto partido se tem em dois corações
Perdido em tristeza
Se faz assim o homem livre