terça-feira, 25 de novembro de 2014

De momento

Flutuo em trilhos azuis esperando que a chuva viesse 
Esperando.
 Se Deus chorasse eu estaria ali, sentindo a sua lágrima cair do céu.
Vibro alto e o que sinto é uma leve dor de cabeça passageira, que depois dito como se meu corpo estivesse sendo erguido por um fio condutor que vem  do meio da cabeça e segue a coluna vertebral.
Sensação boa, mas que não permanece tanto tempo assim; os dias passam, o novo surge e não o vejo mais.
Talvez eu veja metade dele.
O cinza e o rosa.
Rosa...Rosas. Todas elas morrem rápido demais. São arrancadas e permanecem belas, intactas esperando alguém sorrir de volta. Sabem que serão esquecidas, deixadas de lado, num jarro com água , mas mesmo assim não perdem a oportunidade de fazer alguém sorrir.


Um comentário :