terça-feira, 14 de julho de 2015

Cinza rua

O dia está difícil  e a cada hora que passa eu sinto a sua falta.
Os meus dias tem sido cinzentos
Até quando vou sentir essa dor aguda?
Será que o inverno nunca vai passar?
Amar dói muito
Sinto meu coração machucado como uma ferida aberta que arde feito álcool jogado em cima
Quero poder parar de soluçar
Quero apenas estar contigo
Sabendo que haverá muitos e muitos amanhãs compartilhados.
O amor está me destruindo.

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Belo monte destroçado

Quero voar
Sem pássaro em alto mar
Navegar nas incertezas
Com uma certeza maior
Amor

Minha casa é de vento
Minha poesia: de pensamento
Caminho e canto outrora
Quereria eu estar contigo sem demora

Você duvida
Mas é verdadeiro
Te gosto assim meu belo amor inteiro
Você vive horas mil
E agora o que me resta é aguardente no cantil